“Agora é a hora de orar pelo país”, dizem pastores dos EUA após eleição

“Agora é a hora de orar pelo país”, dizem pastores dos EUA após eleição


A eleição presidencial nos Estados Unidos (EUA) passa por uma série de conflitos, uma vez que o atual presidente, Donald Trump, não reconheceu a sua derrota numérica para o democrata Joe Biden. Diante disso, pastores do país estão fazendo um apelo à população através das orações.

O presidente da Convenção Batista do Sul, por exemplo, frisou que se confirmado Joe Biden como o novo presidente dos EUA, o dever da comunidade cristã é orar por ele para que Deus lhe dê sabedoria.

“Ore por sabedoria, justiça e verdade. Eu oro por sucesso onde ele for liderar, naquilo que é justo e correto”, disse J.D. Greear. Assim como ele, Russell Moore, presidente da Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul, lembrou que o papel cristão com relação ao presidente deve ser suprapartidário.

Ou seja, a Igreja de Cristo não deve considerar nesse momento as diferenças partidárias, mas pensar no país e no governo de forma ampla, caso Biden realmente assuma a presidência. As orações, portanto, devem se dirigir a Deus em favor do país.

“Não importa como você votou, agora é a hora de orar pelo país e por nossos líderes recém-eleitos na Casa Branca e no Congresso”, disse Moore, rebatendo a noção de idolatria ideológica de caráter político, algo abordado detalhadamente pelo autor David Koysis no livro “Visões e Ilusões Políticas – uma perspectiva cristã”.

“Se o governo ou a ideologia são um ídolo para nós, então as apostas são sempre apocalípticas e existenciais”, afirmou Moore. Ele lembrou que as decisões dos próprios governantes trarão sobre eles o juízo de Deus, cabendo à Igreja fazer o seu papel cívico, mas também confiar na providência do Senhor, em oração.

“Se buscarmos primeiro o reino de Deus, então podemos pedir a Deus que traga o bem de nossos líderes — os responsabilizando quando não o fizerem e os elogiando quando o fizerem, sem verificar antes se orar por eles é vantajoso ou desvantajoso para a nossa ‘tribo’ temporal”, conclui Moore, segundo o Christian Today.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta