pastor supera cirurgia com apenas 1% de chance de sucesso

pastor supera cirurgia com apenas 1% de chance de sucesso


Um pastor que se dedica a animar pacientes em hospitais, fantasiando-se de palhaço para levar mensagens inspiradoras, viveu um milagre particular ao passar por uma cirurgia que era vista como de alto risco pelos médicos, que estimavam em 1% as chances de um desfecho positivo.

O pastor Noi Claus, da Igreja do Mover em Viamão (RS) foi diagnosticado em 2017 com o chamado “general dos cânceres”, um tumor no pâncreas, agressivo, para o qual ainda não há cura. Na ocasião, os médicos o desenganaram e passaram a estimar seu tempo de vida entre 3 e 6 meses.

Noi Claus, à época, já havia fundado o Doutores em Rede, um projeto similar ao Doutores da Alegria que visita hospitais para entreter pacientes que estão internados e transmitir uma mensagem de esperança, ancorada no Evangelho de Jesus Cristo. Fantasiado como o palhaço Bino Claus, ele ficou conhecido como o “doutor palhaço”.

Mesmo com o diagnóstico de paciente terminal, o pastor não interrompeu sua atividade ministerial e nem o projeto Doutores em Rede. De acordo com informações do portal Gospel Prime, Noi Claus é um dos poucos casos em todo o mundo de um paciente com o “general dos cânceres” que sobrevive há tanto tempo à doença.

Emergência

No dia 30 de outubro, Noi Claus precisou se submeter a uma cirurgia de emergência para inserir uma prótese no duodeno – órgão que integra o sistema digestivo – que estava fechado há oito dias.

Os médicos consideravam que a chance de o procedimento dar certo era de apenas 1%. Caso a cirurgia não fosse bem-sucedida, ele precisaria passar a se alimentar por sonda. Internado, o pastor passou os dois dias que antecederam a intervenção sentado numa poltrona, já que não havia mais leitos à disposição no hospital.

Mesmo com intensa dor, ele disse ter como lembrança dos momentos uma intensa paz e esperança em Deus: “Meu sentimento foi uma certeza absurda que daria certo, que mesmo se não tivesse nenhum por cento [de chance] Deus estaria controle. Nenhum momento como casal pensamos que não daria”, declarou.

Oração e milagre

No momento agendado para a realização da cirurgia, quatro voluntários integrantes do Doutores em Rede se mobilizaram para orar pelo pastor Noi Claus do lado de fora do hospital, esperando com fé a concretização de um milagre.

“Nossa equipe, faz esse trabalho nos hospitais. Devido a covid-19 estamos impedidos de entrar nos hospitais, então pensamos, se não podemos entrar, vamos nos reunir do lado de fora, e vamos estar intercedendo em oração no momento do procedimento”, disse Rejane Nunes, que participou da mobilização.

Ao final da cirurgia bem-sucedida, o pastor Noi Claus e sua esposa, Cibele Ferrão de Almeida, resumiram a experiência como um verdadeiro milagre. No dia seguinte, ele recebeu alta hospitalar e voltou para casa: “Sentimento de paz, de leveza. Sentimos a presença do amor e do cuidado de Deus, uma paz que excede todo o nosso entendimento. Sentimos a providência do Senhor em relação às nossas angústias, pois Ele nunca nos abandona, quando clamamos por Ele”, celebrou Rejane.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta