Menina perde braços e pernas após acidente e vira exemplo de fé

Menina perde braços e pernas após acidente e vira exemplo de fé


Não é fácil entender os propósitos ou a permissão de Deus diante das situações mais difíceis da vida, como a que vive atualmente uma menina de apenas 9 anos que perdeu a maior parte dos seus dois braços e pernas depois de um acidente de carro.

Rosalie vive nos Estados Unidos com os seus pais, Benjamin e Eileen Parker, que também possuem outros dois filhos chamados Micah, de 7 anos e Charlotte, de 4 anos.

Em 4 de dezembro do ano passado a família estava voltando de uma visita, quando teve o carro atingido de forma brutal por outro veículo, em frente à própria garagem. Os irmãos de Rosalie tiveram ferimentos leves, mas ela não.

A menina de 9 anos foi levada para o Centro Médico Regional do Leste de Idaho e lá constataram que ela havia quebrado uma costela e rompido o seu fígado. No entanto, isso não seria motivo de maior gravidade, caso outro problema muito maior não tivesse ocorrido.

Rosalie apresentou uma condição chamada de septicemia, ou simplesmente “sepse”, que é uma infecção generalizada no seu corpo por algum tipo de bactéria. No caso dela, foi a streptococcus do grupo A.

A bactéria entrou em sua corrente sanguínea a começou a prejudicar todos os seus órgãos. Os médicos chegaram a não ter expectativa de vida para a criança.

“Eles basicamente disseram: ‘Ela não vai sobreviver, mas se conseguir, vai ficar em diálise por anos, sem nenhuma função cerebral e com os rins desligados’”, disse Eileen ao site East Idaho News.

Difícil decisão

Os pais de Rosalie foram questionados se deveriam deixar a sua filha partir, caso ela tivesse mais uma entre outras paradas cardíacas, ou se gostariam que a equipe de saúde insistisse em salvá-la.

“Não poderíamos tomar essa decisão de maneira alguma. Vamos confiar em nosso Pai Celestial. Está nas mãos Dele. E simplesmente colocamos toda a nossa fé no Senhor”, contou Benjamin ao lembrar da época.

De fato, a menina apresentou melhoras, mas a bactéria estava agora bloqueando a passagem de sangue para os braços e pernas. Não houve outra solução para conter a sepse, senão amputar os membros.

Rosalie passou por 17 cirurgias, até que pode poder retornar para a sua casa, em março de 2020, agora utilizando duas próteses nas pernas. Apesar do trauma e das sequelas permanentes para o resto da sua vida, a criança demonstra fé em Deus, o que é uma inspiração para os seus pais.

“Eu achava que era 100% responsável por isso e, com o tempo, percebi que o Pai Celestial sabe o que está fazendo”, disse Benjamin.

“Acreditamos que Rosalie teve uma escolha no hospital. Ela poderia ter falecido facilmente, mas acho que ela ouviu nossas vozes e sua vontade de viver era mais forte do que qualquer coisa que os médicos estivessem nos contando sobre sua condição”, destacou.

A família está convicta de que a filha, agora com 10 anos, só está viva por um propósito de Deus que ainda será revelado. “Acho que Deus está cumprindo um propósito especial”, disse o pai, segundo o Idaho News.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta