Organização cristã doa 500 milhões a igrejas e ministérios em dificuldade

Organização cristã doa 500 milhões a igrejas e ministérios em dificuldade


Um organização cristã com alto poder financeiro está agindo para ajudar ministérios menores que precisam de ajuda para reformular sua estrutura e conseguir cumprir a missão de evangelismo no mundo contemporâneo e reverter o cenário de perdas de membros.

A entidade, chamada Lilly Endowment, fica sediada no estado de Indiana (EUA) e repassou um total de US$ 93 milhões (equivalente a R$ 500 milhões na cotação desta sexta, 27 de novembro) a 92 ministérios cristãos. Os recursos podem ser investidos em áreas administrativas, equipamento de tecnologia e material de estudo.

Dentre os ministérios beneficiados há seminários, congregações de pequeno porte e outras organizações religiosas que atuam em projetos sociais ou missionários. A Endowment anunciou as doações o final de setembro, em um projeto chamado Thriving Congregations Initiative.

Em 2005, a entidade já havia tomado iniciativa semelhante, atendendo 124 pastores com doações de até US$ 45 mil para cada um, como forma de ajudá-los a tirar um período sabático para que pudessem descansar e estudar. Em 2019 houve destinação de recursos para pastores endividados.

Conforme informações do portal The Christian Post, alguns dos mais conhecidos ministérios beneficiados pelas doações são o Seminário Teológico Presbiteriano de Austin, a Conferência Anual da Igreja Metodista Unida em Dakota, a Igreja Luterana Evangélica na América, o Seminário Teológico Fuller, a Igreja Ortodoxa Grega da Metrópole de Boston e a Igreja de Deus em Cristo de West Angeles, entre outros.

Judith Cebula, diretora de comunicação da Lilly Endowment, explicou que as doações vieram como uma forma de ajudar os ministérios a lidarem com “os contextos em rápida mudança em que existem congregações”.

“A Endowment lançou a iniciativa de incentivar as organizações que se preocupam com o bem-estar das congregações a encontrar maneiras de ajudar as congregações a fortalecerem seus ministérios para que as pessoas possam aprofundar seus relacionamentos com Deus, melhorar suas conexões entre si e contribuir para o florescimento de suas comunidades e mundo”, disse ela.

Judith também disse que as doações eram “uma iniciativa competitiva”, o que significa que “organizações elegíveis responderam ao pedido de propostas da Lilly Endowment”: “Após uma análise cuidadosa, a Lilly Endowment decidiu fazer doações a 92 organizações que apresentassem as ideias mais promissoras para atender aos objetivos da Thriving Congregations Initiative”, acrescentou Judith Cebula.

Nos últimos anos, muito se tem falado sobre o aumento de americanos não filiados à religião e o declínio dos números de membros e frequência na maioria das igrejas. Nesse cenário, Judith observou que “a tecnologia, a diminuição da frequência tradicional ao culto e a participação em outros ministérios” são parte de uma “variedade de desafios” para igrejas e ministérios.

“É papel das organizações ajudar as congregações a nomear os desafios e responder a eles, que também podem incluir a desfiliação religiosa, desafios criados pela pandemia e preocupações específicas de suas comunidades, cidades e bairros particulares”, observou a diretora.

“As respostas podem incluir coisas como desenvolver seus cultos de adoração, cuidar de questões sociais, construir relacionamentos entre gerações, servir as pessoas mais necessitadas e muitas outras possibilidades”, finalizou.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta