Malafaia comemora vitória do socialista João Campos no Recife

Malafaia comemora vitória do socialista João Campos no Recife


A disposição de combater o Partido dos Trabalhadores em todas as frentes possíveis levou o pastor Silas Malafaia a pedir aos eleitores de Recife (PE) que votassem em João Campos (PSB), um candidato de esquerda. A disputa entre primos na capital pernambucana terminou com o indicado do líder evangélico vitorioso.

Em vídeo gravado para os evangélicos de Recife, Malafaia pediu votos em João Campos, filho de Eduardo Campos, que morreu na queda de um avião durante a campanha eleitoral para a presidência, em 2014. A adversária era Marília Arraes (PT), prima de João.

“A verdade tem de ser dita. Se tem um cara da esquerda que eu respeitava, mesmo discordando ideologicamente dele, foi Eduardo Campos. […] Esse camarada sempre respeitou a igreja evangélica em Pernambuco”, comentou o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).

Em seguida, o pastor afirmou que os recifenses tinham uma decisão difícil a tomar: “Eu sou duro em relação ao voto de esquerda, mas é uma escolha de Sofia que vocês têm de fazer aí. Vocês, cristãos, não podemos em hipótese alguma votar em PT. PT foi varrido, derrotado fragorosamente no Nordeste”, acrescentou.

Nas redes sociais, as críticas a Malafaia partiram de adeptos da ideologia de esquerda, que não desperdiçaram a oportunidade de alfinetar o líder evangélico. “Pastor, o senhor que tanto fala mal da esquerda, ta ai a hipocrisia!”, escreveu um internauta, respondendo a uma publicação que divulgava o vídeo em apoio a João Campos.

Em resposta, Malafaia lembrou que nas “14 cidades em que marcamos posição contra a esquerda, vencemos em 12 e perdemos em 2”, e acrescentou: “Com certeza, isso influenciou em muitas outras cidades. A esquerda nunca mais vai enganar o povo cristão do Brasil”.

Vitória

O segundo turno em Recife terminou com vitória de João Campos, que obteve 56,27% dos votos válidos, tornando-se o prefeito mais jovem da história da capital pernambucana. Com a derrota de Marília Arraes, o PT não governará nenhuma capital brasileira entre 2021 e 2024.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta