Cristão chinês será julgado por vender versões da Bíblia em áudio

Cristão chinês será julgado por vender versões da Bíblia em áudio


Um cristão chinês está sendo julgado nesta segunda-feira, 07 de dezembro, por ter comercializado uma versão da Bíblia em áudio. Ele foi preso em 2019 e sua sentença pode chegar a cinco anos de prisão.

Lai Jinqiang, proprietário da empresa Shenzen Cedar Electronics e membro do grupo de igrejas domésticas China Gospel Fellowship (CGF), foi preso junto com funcionários em julho do ano passado sob acusação de realizar “operações comerciais ilegais”.

De acordo com a entidade International Christian Concern (ICC), que se dedica a monitorar a perseguição religiosa a cristãos ao redor do mundo, Lai Jinqiang será julgado no Tribunal Popular de Bao’An, e sua família recebeu permissão para acompanhar a audiência através de videoconferência. A pena pode variar entre um ano e meio e cinco anos de cadeia se ele for considerado culpado.

A empresa Shenzen Cedar Electronics, de propriedade de Lai, é especializada no desenvolvimento, produção e promoção de produtos de áudio bíblicos e seus acessórios. Antes da prisão, ele vinha tendo sucesso no negócio devido à sua ligação com a rede de igrejas e tornou-se o vendedor de Bíblia em áudio que mais vendia na China.

Um pastor que conhece Lai disse à China Aid que a prisão de Lai pelas autoridades pode ter o objetivo de incriminar pastores do CGF, visto que o CGF é uma parte essencial da rede de igrejas domésticas na China. “As autoridades têm um plano para erradicar este canal gospel cristão e conspiram para incriminar os pastores do CGF”, desabafou o pastor.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta