Muçulmanos radicais oferecem US$ 62 mil pela “cabeça” de cristão que criticou Maomé

Muçulmanos radicais oferecem US$ 62 mil pela “cabeça” de cristão que criticou Maomé


Um cristão paquistanês está com as sua cabeça a prêmio! Depois que Faraz Pervaiz se manifestou criticamente em 2013 contra Maomé, visto por muçulmanos como um profeta, ele passou a viver como um fugitivo do radicalismo islâmico em seu próprio país, o Paquistão.

Às críticas de Pervaiz ocorram após um série de ataques que depredou cerca de 116 casas e duas igrejas cristãs na cidade de Lahore, em 2013. Na ocasião, além de sair em defesa da minoria cristã, ele passou a publicar conteúdos críticos contra a teologia islâmica em suas mídias sociais e em um blog.

Como no Paquistão a “blasfêmia” é considerada um crime passível de morte, muito embora Pervaiz estivesse apenas exercendo a sua liberdade de expressão, consciência e fé, ele se tornou alvo dos radicais, que iniciaram uma verdadeira caçada pela sua vida.

Pervaiz, esposa e três filhos então fugiram para a Tailândia, onde vivem escondidos até hoje, mas a caçada por sua vida não teve um fim. Inconformados com as críticas do cristão ao islamismo, os radicais muçulmanos espalharam cartazes com a foto do ativista e uma oferta de US$ 61 mil por sua morte.

“O preço da cabeça do blasfemo Maloon [amaldiçoado] Faraz Pervaiz foi fixado em um crore [10 milhões na moeda local]. A única punição por insultar o Profeta é a decapitação”, afirma o pôster com a foto de Pervaiz, segundo informações da UCANews.

Ao Christian Post, Pervaiz afirmou que agora vive praticamente “desamparado”, inclusive pelos próprios cristãos. “Existem muitos grupos cristãos onde sinto que estamos implorando e eles estão ignorando”, afirmou o ativista por direitos humanos.

A maior defesa do cristão no momento, além da própria ação divina, é a informação. Ele divulga a sua história, a fim de que chamar atenção das autoridades, organizações e defensores da verdadeira liberdade religiosa.

“Acredito que quando o mundo cristão ler este artigo e orar, Deus abrirá um caminho para mim – como fez com os israelitas na época do Êxodo”, declarou ele. “Eu acredito que algo vai acontecer. Acreditamos em milagres. Deus vai fazer isso em nome de Jesus.”

https://noticias.gospelmais.com.br/cristao-condenado-morte-blasfemia-inocentado-140861.html





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta