Igrejas que aceitam a “imoralidade” estão sendo expostas, diz MacArthur

Igrejas que aceitam a “imoralidade” estão sendo expostas, diz MacArthur


O pastor e aclamado escritor John MacArthur fez uma dura pregação contra igrejas que pregam um “cristianismo superficial” e aceitam a “imoralidade” em seu meio. Segundo o líder evangélico, a pandemia do novo cornavírus tem exposto essas  denominações, visto que elas não resistem diante de tamanho desafio.

“Tivemos, por décadas, pessoas tentando criar um cristianismo cultural que atraísse os não crentes, que aceitava a imoralidade, aceitava a homossexualidade, aceitava o ódio racial”, disse ele no dia 17 de janeiro passado, durante um culto na Grace Community Church, na Califórnia, Estados Unidos.

Para o pastor MacArthur, igrejas que não aprendem e ensinam o verdadeiro cristianismo, ou seja, a doutrina bíblica como ela realmente é, não conseguem sobreviver em tempo de caos, visto que o relacionamento autêntico com Jesus Cristo não existe.

“Havia uma espécie de cristianismo superficial e raso que diluía o Evangelho, não falava sobre o pecado, tentava transmitir uma mensagem positiva. E teve muito sucesso. E eu entendo porque lutei contra isso por quase todo o tempo que estive aqui”, disse ele.

Durante a pandemia do novo cornavírus, milhares de pessoas ao redor do planeta perceberam a necessidade de ter uma vida com Deus. Elas entenderam que a vida terrena é, de fato, passageira, e que a eternidade é o grande objetivo, motivo pelo qual Cristo morreu na cruz do calvário.

Neste sentido, quem aprendeu a viver um “cristianismo superficial”, precisamente falso e distante dos reais ensinamentos bíblicos, passou a reconhecer a necessidade de buscar o verdadeiro relacionamento com Deus e não com os próprios interesses e futilidades da vida.

“Era muito difícil chamar as pessoas à fidelidade quando você podia ser tão corrupto e tão bem-sucedido na religião cristã. Essa foi a batalha. Agora eu acho que há um peneiramento e uma mudança”, disse MacArthur.

Por fim, o pastor lembrou que precisou travar muitas batalhas, incluindo a ameaça de ser preso por manter a sua igreja aberta durante a pandemia, mas que agora, com mais de 1000 novos membros, entende o motivo de tudo.

“Pessoas vêm de toda a América, vêm de toda região oeste, todos os domingos para estar com a gente. Alguns de vocês só vieram aqui porque era a única igreja aberta e descobriram que não era apenas uma igreja aberta. Era uma igreja que apresentava o Evangelho e a Palavra de Deus”, conlui MacArthur.

MacArthur diz que vai pregar na prisão se for preso por fazer cultos na quarentena

Assine o Canal





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta