Pastor da Assembleia recebe voz de prisão por fazer reunião na pandemia

Pastor da Assembleia recebe voz de prisão por fazer reunião na pandemia


Um pastor da igreja Assembleia de Deus chegou a receber voz de prisão, após ter uma reunião de líderes interrompida com a chegada de policiais devido à denúncia de vizinhos de que estaria ocorrendo no templo uma aglomeração durante a pandemia do novo coronavírus.

Este episódio aconteceu no centro de Boa Vista, em Roraima, na última sexta-feira (29), na igreja da Assembleia de Deus liderada pelo pastor Isac Ramalho.

A denúncia ocorreu porque a prefeitura de Roraima baixou um decreto proibindo qualquer tipo de celebração religiosa, como cultos e missas, por um prazo de 15 dias, na tentativa de conter a propagação do Covid-19.

Todavia, segundo nota da Assembleia de Deus,  o pastor Ramalho não estava realizando culto naquela noite, mas apenas uma reunião com líderes para tratar dos procedimentos da igreja durante o decreto.

Estavam presentes, segundo a denominação, 112 pessoas no momento da chegada dos policiais, um número pequeno considerando a capacidade de lotação de templo, que é de 3 mil pessoas.

A nota da igreja aponta uma diferença de tratamento com relação aos demais estabelecimentos da região, sugerindo que está havendo perseguição religiosa em Roraima.

“Repudiamos a ação quando shoppings, cursinhos, bares e lanchonetes e outros estabelecimentos estão em pleno funcionamento, mesmo que com 30%, enquanto as igrejas da Assembleia de Deus são perseguidas, mesmo estando dentro de todas as normas de segurança, para uma reunião e não para um culto”, disse a nota.

O pastor Isac Ramalho, apesar de ter recebido voz de prisão, se comprometeu a comparecer na delegacia para dar esclarecimentos assinando um termo de compromisso. Com isso, ele não foi levado preso, segundo informações do G1.

Esse não é o primeiro caso de abordagem policial a pastores durante a pandemia. Outro semelhante, porém mais grave, ocorreu em Itacoatiara, um município situado a 270 quilômetros de Manaus. Na ocasião, o pastor chegou a ser preso. Para saber mais, clique aqui ou abaixo:

Pastor não obedece decreto de isolamento por duas vezes e é levado preso pela PM

Assine o Canal





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta