Cientistas descobrem possível local do Tabernáculo onde ficou a Arca da Aliança

Cientistas descobrem possível local do Tabernáculo onde ficou a Arca da Aliança


A busca arqueológica por artefatos do mundo antigo é cercada de emoção, visto que não é rara a descoberta de indícios que confirmam, por exemplo, relatos antigos como os descritos na Bíblia Sagrada sobre o Tabernáculo, local onde ficava a Arca da Aliança.

O Tabernáculo foi construído por ordenança de Deus a Moisés e servia como um lugar de adoração e sacrifícios ao Senhor, sendo uma espécie de templo simplificado, visto que acompanhava os hebreus em suas mudanças pelas terras de Israel.

Recentemente, cientistas descobriram evidências do Tabernáculo na antiga cidade de Shiloh, no que é a atual Cisjordânia. “Uma série de pistas arqueológicas veio à luz que pode nos ajudar a identificar o local exato onde o Deus de Israel tabernaculou ou habitou entre seu povo”, disse Tom Meyer, professor de estudos bíblicos no Shasta Bible College e Graduate School na Califórnia, Estados Unidos.

A descoberta das evidências só foi possível graças aos relatos minuciosos do Antigo Testamento, ou Bíblia Hebraica. Segundo o texto, o Tabernáculo israelita ficou em Shiloh desde a época de Josué até a morte de Eli, o Sumo Sacerdote.

Com base nos registros bíblicos e na pesquisa científica dos arqueólogos foi possível chegar às evidências que apontam o local exato onde teria permanecido o Tabernáculo, através de uma marcação retangular no leito rochoso no lado norte, perto do cume de Shiloh.

A marcação sugere a fixação de uma construção que bate com a descrição bíblica do Tabernáculo, o qual possuía uma pátio e era cercado por paredes externas. Em seu interior havia o local conhecido como Santo dos Santos, coberto por uma tenda, onde apenas o sumo-sacerdote podia entrar para oferecer sacrifícios a Deus.

Para Tom Mayer, os indícios encontrados pelos arqueólogos “se encaixam perfeitamente” na descrição bíblica sobre o lugar de adoração israelita, segundo informações do Express.





Notícias Gospel Mais https://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta